Toyota 50 anos Toyota 50 anos


50
anos,

a Toyota veio para ficar consigo.

Em 1968, Salvador Caetano trouxe para Portugal a Toyota e a vontade de fazer história. E fez. 50 anos depois, fazemos parte das histórias de muitos portugueses.

5 momentos-chave da mobilidade elétrica em Portugal

Falar de mobilidade elétrica em Portugal é falar da Toyota. E do Prius, como não podia deixar de ser. Nos 50 anos da Toyota em Portugal, estamos de olhos postos num futuro mais verde.
O primeiro Toyota Prius chega a Portugal
O primeiro modelo híbrido produzido em série chegou a Portugal no ano 2000, três anos depois do lançamento mundial. O Toyota Prius fez história. Em 2005, foi eleito Carro Europeu do Ano.

Em 2007, atingiam-se 500 unidades de Prius vendidas em solo nacional. No mesmo ano, o acumulado de vendas de modelos híbridos da Toyota chegou ao milhão de unidades em todo o globo.

Passados dez anos, com um enorme contributo do Prius, a Toyota consolidou a sua posição de líder na mobilidade elétrica em Portugal: em 2017, houve um aumento considerável na venda de viaturas híbridas (3.797 unidades), ou seja, um crescimento de 74,5%, em relação a 2016.
47.224 km de testes em Portugal
Em 2011, um ano após o arranque do maior teste de sempre à mobilidade elétrica, e para o qual a Toyota colocou em circulação por todo o mundo 600 unidades da versão de ensaio do Prius Plug-in (PHEV), foram revelados das 200 viaturas testadas na Europa.

Cinco dos Prius Plug-in estudados circularam nas estradas portuguesas. Os carros foram testados em diferentes cidades e perfis de condução, para garantir que os resultados encaixam na realidade nacional. O primeiro dado: 50% dos quilómetros foram percorridos em modo EV.

Quanto ao consumo, os testes mostraram que, ao nível do combustível, o Prius Plug-in consumiu menos do que híbrido ou diesel convencional. No consumo de energia, consumiu menos 28% do que híbrido convencional e menos 32% do que diesel convencional.
Os dados estão lançados
O Prius Plug-in saiu validado da bateria de testes graças à eficiência de combustível e de emissões alcançada, seja por em causa o prazer da condução ou funcionalidades do carro. Também ficou claro que a experiência não está dependente de infraestruturas complexas ou de rotinas demasiado rígidas.

As performances do Prius Plug-in na versão de teste, ao oferecer 20 km de autonomia em modo EV no limite máximo de velocidade de 100km/h, provaram que este se adequa à mobilidade portuguesa.

Num país onde as distâncias médias de viagens são de 10,7km, e 86% do tempo em velocidades inferiores a 90Km/h, há lugar para os híbridos em Portugal.
Toyota instala postos de carregamento
Um dos mais recentes esforços da marca para consolidar a mobilidade elétrica em Portugal é a instalação de postos de carregamento elétrico nos concessionários da Toyota.

O primeiro carregador “EO Charging” foi montado no stand Toyota no Seixal – AM Gonçalves, no arranque de 2018. Este servirá de ponto de carga ao novo Toyota Prius Plug-in, que tem autonomia 100% elétrica.

Os restantes postos de carregamento elétrico ficaram disponíveis nos concessionários da marca ao longo de 2018.
10 elétricos puros até 2020
Em dezembro de 2017, a Toyota anunciou planos para ter 10 modelos 100% elétricos até 2020.
O anúncio faz parte do Environmental Challenge 2050, cujo objetivo é cortar em 90% as emissões poluentes da marca nas até 2050, em comparação aos níveis de 2010.

Os novos modelos 100% elétricos virão complementar a oferta da Toyota, que já inclui os híbridos em série e Plug-In. Conforme revolucionou o mundo com o Prius, em 1997, a Toyota quer fazer o mesmo com viaturas de emissão zero.
Junte-se à revolução da mobilidade elétrica. Visite a página da Toyota.