Toyota 50 anos Toyota 50 anos


50
anos,

a Toyota veio para ficar consigo.

Em 1968, Salvador Caetano trouxe para Portugal a Toyota e a vontade de fazer história. E fez. 50 anos depois, fazemos parte das histórias de muitos portugueses.

50 anos no retalho e uma mão cheia de histórias

A Toyota já está no mercado em Portugal há tempo suficiente para olhar para trás e perceber como este evoluiu. Se no ano de 1968 foi começar do zero, em 2018 só temos olhos para o futuro.
Aos seus lugares, partida
Quando em 1968, Salvador Caetano assinou o contrato com a Toyota, para a concessão em Portugal, foi preciso começar do zero. Não havia distribuição montada no começo. Aos poucos, foi-se evoluindo para uma cobertura de nível nacional, cada vez mais profissional.

O primeiro modelo a ser importado do Japão para Portugal foi o Toyota Corona 1500, de 4 portas, ainda em 1968. Já o primeiro grande sucesso da marca em Portugal foi o Toyota Corolla KE 10. Comercializado até aos dias de hoje, este modelo já vai na 10ª geração.
A fábrica de Ovar começa a ser construída em 1970 e entra em funcionamento no ano seguinte. Torna-se a primeira fábrica da Toyota na Europa. Inaugurada por Salvador Fernandes Caetano, ao longo dos anos produziu modelos como o Corolla, o Starlet, o Land Cruiser, a Hilux, a Hiace, a Dyna, e mais.
Uma nova fase
O slogan “A Toyota veio para ficar” começa a ser assimilado no começo da década de 70 pelos portugueses. Pouco mais tarde, viria o seguimento: “e ficou mesmo”.

Em 1972, com a fábrica a funcionar, a rede de concessionários da Toyota em Portugal entra numa nova fase. São inaugurados espaços no Minho, Coimbra, Setúbal e Algarve, para garantir uma melhor cobertura em todo o território nacional.

Os anos passam e a Toyota continua a afirmar-se no retalho em Portugal. Para dar seguimento à procura e se atualizar, cria em 1981, uma estrutura de formação específica para as áreas técnicas da produção.
Dois anos mais tarde, aposta no ensino de aprendizagem para jovens. A preocupação com a formação e profissionalização será reforçada ao longo dos anos.
A viragem do milénio
O final da década de 90 e início de 2000 foi sinónimo de distinções constantes na Toyota em Portugal. O Land Cruiser 100 foi considerado o Todo-Terreno do Ano, em 1999.

No ano seguinte, o Yaris foi o utilitário do ano em solo nacional. Esse foi também o ano em que chegou a Portugal o primeiro híbrido da Toyota produzido em série, o Prius.

Os todo-terreno voltaram a destacar-se no ano seguinte, com o RAV4 a ganhar um galardão nacional. Estávamos em 2002.

Automóveis como a carrinha Corolla Station ou o executivo Avensis continuaram a destacar-se com prémios nos anos seguintes em Portugal.
Boas notícias para os híbridos
O ano de 2007 foi de ouro os híbridos da Toyota, em Portugal e no mundo.
O Prius atingiu vendas acumuladas de 500 unidades no país. Já o acumulado de vendas de modelos híbridos Toyota chegou ao 1 milhão de unidades em todo o mundo.

Este é também o ano em que abre o novo conceito de showroom da Toyota, na Avenida da República em Lisboa. Um passo para o estreitar de relações com o cliente final.

No ano anterior, a Toyota tinha dado início ao fornecimento de peças a concessionários de Espanha, a partir de Vila Nova de Gaia.
O presente e o futuro
O processo de reestruturação da rede Toyota é contínuo. Ao longo dos anos, a rede foi reduzida de mais de 100 agentes dispersos, para 26 concessões nos dias de hoje.

Em 2014, instalou-se o Novo Conceito de Retalho que permite uma experiência única e interrupta ao consumidor da viagem de compra online até ao espaço físico.
Descubra o que mudou no retalho em 50 anos. Visite a página da Toyota.