Toyota 50 anos Toyota 50 anos


50
anos,

a Toyota veio para ficar consigo.

Em 1968, Salvador Caetano trouxe para Portugal a Toyota e a vontade de fazer história. E fez. 50 anos depois, fazemos parte das histórias de muitos portugueses.

Descodificamos a tecnologia híbrida Toyota

A Toyota é pioneira no desenvolvimento da tecnologia híbrida automóvel. Mas como funciona exatamente esta tecnologia?


A Toyota lançou a discussão sobre a mobilidade do futuro em 1992, e no ano seguinte dava início ao projeto que iria culminar no desenvolvimento do Toyota Prius. O primeiro automóvel híbrido comercializado em grande escala foi introduzido no mercado japonês em 1997 e chegou a Portugal pelas mãos da Toyota Caetano em 2001.
Mas como funciona a tão aclamada tecnologia híbrida Toyota?
O que é um carro híbrido?
Um carro híbrido utiliza uma combinação de um motor de explosão (gasolina ou diesel) e um sistema de bateria elétrica – aumentando a poupança de combustível e reduzindo emissão de gases de efeito de estufa.
Como funcionam o motor elétrico e p propulsor a gasolina juntos?
Os motores elétricos usam energia elétrica e convertem-na em energia mecânica, isto é, a energia elétrica fornecida ou acumulada é aquilo que vai fazer as rodas andar. Os motores a gasolina usam energia química resultante da combustão de combustíveis e convertem-na em energia mecânica.

O motor elétrico atua como auxiliar do motor de explosão, melhorando os regimes mais baixos do motor, aumentando o binário nos arranques e recolhe ativamente energia das travagens, que seria desperdiçada.
Durante um arranque
O motor elétrico é responsável por pôr o carro em movimento, e até cerca de 50 km/h é o único responsável pelo movimento (a). Isto é especialmente útil para o chamado “para-arranca” das cidades.
Durante o percurso normal
Aqui o sistema híbrido escolherá se é usado o motor de explosão ou uma combinação (c) para melhor eficiência. Durante isto, o motor a gasolina fornece o gerador (b) que gera energia elétrica. Esta energia será armazenada na bateria.
Acelaração
Ambos os motores funcionam em sinergia (a) para oferecer o melhor desempenho. O motor a gasolina dá energia ao automóvel (c) e ao mesmo tempo produz energia elétrica que alimenta o motor elétrico (b).
Travagem
Durante uma travagem, entra em ação o sistema de travagem regenerativa: nenhum dos motores está em funcionamento, no entanto, a energia gerada pelas rodas é convertida em energia elétrica que será armazenada na bateria (d).
Parado
Os dois motores são automaticamente desligados e é usada a energia acumulada na bateria para os sistemas auxiliares como rádio, ar condicionado, luzes, etc.

Com um sistema híbrido é minimizado o desperdício de energia, já que a energia do movimento, é aproveitada e convertida em energia elétrica.
Mas e como é que se reduz as emissões?
Os automóveis híbridos reduzem as emissões de gases que provocam efeito de estufa, como dióxido de carbono (CO2) pois quando o motor elétrico está em funcionamento, não há emissões. E sendo o motor elétrico auxiliar do motor a gasolina, este não consome tanto combustível, logo não produz tantos gases.

A tecnologia híbrida Toyota, além de pioneira, veio mostrar ao mundo que conduzir um carro híbrido é uma experiência única.

Sabia que um híbrido Toyota produz, em média, apenas 75g de CO2 por quilómetro? Isto representa uma diferença de cerca de 25% relativamente aos carros não híbridos em Portugal. Calcule quanto poderia poupar com um Toyota Prius Plug-In.



Já conduziu um Híbrido Toyota?Deixe o seu testemunho, adoraríamos conhecê-lo!